Nosso Ano

Nosso Ano

Total de visualizações de página

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

O valor do mestre é diferente


Escrituras:
Jesus estava no pátio do Templo, sentado perto da caixa das ofertas, olhando com atenção as pessoas que punham dinheiro ali. Muitos ricos davam muito dinheiro. Então chegou uma viúva pobre e pôs na caixa duas moedinhas de pouco valor. Aí Jesus chamou os discípulos e disse: Eu afirmo a vocês que isso é verdade: esta viúva pobre deu mais do que todos. Porque os outros deram do que estava sobrando. Porém ela, que é tão pobre, deu tudo o que tinha para viver.
Marcos 12:41-44

Observação:
Jesus observa algo corriqueiro no templo às pessoas dando suas ofertas pondo em uma caixa. Ele estava observando para ensinar uma grande lição aos discípulos. Neste texto contém vários personagens, Jesus está observando, os discípulos irão aprender uma lição valiosa que serve para nós atualmente, os ricos dando suas ofertas e uma viúva pobre dando sua oferta. O Senhor Jesus faz questão de registrar e comentar o episódio colocando em xeque a valorização por aparência. Ele está enfatizando o que realmente é importante em uma oferta. Os ricos colocavam na caixa muito dinheiro, mas era uma oferta do que sobrava e não significava muito para eles o valor da oferta, ainda que fosse muito aos olhos humanos. A viúva pobre deu duas moedinhas sem valor aos nossos olhos, mas era tudo o que tinha, porém para Jesus foi a maior oferta. O Senhor cita que ela deu mais que todos porque depositou tudo que tinha para viver na caixa. Isso quer dizer que Jesus valoriza o que a pessoa empenha em uma oferta a quantia que é significativa para a própria vida e não de uma sobra que não faz diferença alguma em relação vida. O tudo da viúva embora foi de pouco valor afetava sua vida e não era um ato religioso de dar uma oferta. O importante para o Mestre é dar a vida, isso significa muito para ele mesmo sendo em dinheiro.

Aplicação:
Que coisa séria é saber que Jesus está observando atentamente a maneira que eu dou minhas ofertas em dinheiro e que este ato significa muito para o mestre em relação ao valor que ele dá para minha vida. Ele me observa para dar o devido valor em meus atos de generosidade. Aprendo que o que sobra, se faço uma doação não é a generosidade verdadeira que Jesus valoriza, mas sim quando o que dôo faz diferença em minha vida e parte de mim está indo junto com aquela doação. Jesus valoriza o que realmente custa para minha vida no ato da oferta. Eu devo ofertar com disciplina e não por religiosidade, minha oferta deve ser significativa para mim e não simplesmente parte do que me sobra. Minha doação certa é aquela que afetará meu orçamento, principalmente no que mais desejo para viver. O valor de minha oferta está no quanto ela me leva ao ato de renuncia do meu próprio ego. O Mestre considera maior que todas as ofertas a doação do eu.

Oração:
Pai eterno, que minha oferta sempre seja a maior para meu Mestre Jesus. Te amo pai.

Um comentário:

  1. Ola Pastor Everaldo!

    Vim conhecer seu espaço digital. Bom posts! A internet é um espaço precioso onde podemos falar de Jesus e discutir diferentes pontos de vista!

    Aproveitando, faço uma apresentação do meu blog, o Genizah. Por lá, procuramos apresentar e defender O evangelho puro e sem mistura, mas cheio do AMOR que o nosso Pai nos deixou.

    Na maior parte do tempo fazemos isto com muito humor, afinal a alegria é a marca do cristão verdadeiro!

    E quando se trata de denunciar os vendilhões da fé, pegamos com força e esculhambamos mesmo, afinal, um pouco se subversão santa é sempre bom e nos ajuda a lembrar de onde viemos!

    Aguardo sua visita. Vamos nos seguir!

    Abraços em Cristo e Paz!

    Danilo

    http://www.genizahvirtual.com/

    ResponderExcluir